29.8.13

9o. ENLIHPE: UMA RECORDAÇÃO


Alguns expositores e participantes do 9o. ENLIHPE da esquerda para a direita.
Érico, Chrystiann, Ademir, Sílvio, Alexandre, Aida, Marco, Valdir, Washington e Jáder

27.8.13

LANÇAMENTO DE SER VOLUNTÁRIO, SER REALIZADO


Um dos bons momentos do 9o. ENLIHPE este ano foi o lançamento do livro "Ser Voluntário, Ser Realizado", 5o. livro da Coleção Espiritismo na Universidade. 

Na foto vemos a apresentação da Dra. Nadia, que falou da coleção (o nosso Voluntários está esgotado), e que passou a palavra para o autor.

Yuri contou a história do trabalho, que explora de forma competente o significado de voluntariar-se, o mundo interno dos que se engajam no trabalho de um centro espírita da capital mineira. Sem limites de classes sociais, ele que hoje é um doutorando do programa de Psicologia da UFMG, mostra o que aprendeu na experiência de voluntariar-se e em contato profundo com os demais voluntários.

Parabéns, Yuri, e força Nadia. Antes que percebamos, estaremos publicando o número 30 desta coleção.

22.8.13

A LIHPE NA REVUE SPIRITE


A Revue Spirite, com seus 156 anos de publicação, fez um número especial sobre a pesquisa espírita. Fico especialmente feliz com a ampla notícia dada sobre a história da Liga de Pesquisadores do Espiritismo - LIHPE e da pesquisa que hoje está sendo conduzida pelo Ademir Xavier.

Neste número também se trata dos hospitais espíritas no Brasil, do 7o. Congresso Mundial de Cuba, de uma história de elucidação de crime pela mediunidade, da crença de Richet na imortalidade da alma, de uma história pessoal que vai da experiência de quase morte ao espiritismo.

Para quem desejar assinar a revista, seguem as orientações de Jean-Pierre Pipino.




20.8.13

RÁDIO FRATERNIDADE IRÁ TRANSMITIR O 9o. ENLIHPE


Nos dias 24 e 25 de agosto a Rádio Fraternidade irá transmitir ao vivo o 9o. Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo. 

Já foi instalado um player do canal 2 da rádio no Espiritismo Comentado (à direita) e no site da LIHPE, para os interessados. Basta clicar no símbolo de play (um triângulo preto) e aguardar alguns instantes que começa a transmissão. Até o dia 24 toca uma música de fundo.

Se não puderem estar presentes, acompanhem o evento pela net!

Equipe WRFraternidade: Tânia Valéria, Sampaio e Wellington

18.8.13

INSCRIÇÕES NO 9o. ENLIHPE. ÚLTIMOS DIAS.



Montevidéu-Uruguai, São Paulo-SP, Belo Horizonte-MG, Teresina-PI, Rio de Janeiro-RJ,  Campinas-SP, São Bernardo do Campo-SP, Jundiaí-SP, Vinhedo-SP, Carapicuíba-SP, Bauru-SP, Lorena-SP, Jacareí-SP, Ribeirão Pires-SP,  Franca-SP, São José dos Campos - SP,Uberaba-MG, Santa Luzia-MG, Uberlândia-MG

Gente de todos estes lugares já confirmaram presença no 9o. ENLIHPE. E você?

Trabalhos selecionados,
Exposição de pôsteres,
Conversa com os autores,
Lançamento de livros,
Lançamento do Jornal de Estudos Espíritas,
Visita ao Centro de Cultura,
Autógrafos,
Homenagem a Hermínio C. Miranda,
Retirar "O espiritismo na atualidade" em primeira mão, no ato do credenciamento,
Conhecer pessoas interessantes,
Alimentação no local inclusa na inscrição.

Você não pode ficar fora dessa!

Inscrições pela internet: http://ccdpe.org.br/inscricao-9o-enlihpe/ 
(Taxa única: R$110,00)
Informações com Márcia Monteiro: 11-99983-8425 ou  11-5561-5443 
Programação oficialhttp://ccdpe9enlihpe.emodix.com.br/Programacao9Enlihpe.pdf

16.8.13

O ESPIRITISMO NA ATUALIDADE




O livro acima será lançado no 9o. ENLIHPE, que ocorrerá nos dias 24e 25 de agosto próximos. Os inscritos no evento ganharão um exemplar. Quem se interessar poderá adquirir pela livraria do CCDPE-ECM, pela internet ou presencialmente. http://www.ccdpe.org.br (clique em livraria, na régua superior)

Abaixo, o texto da quarta capa.


O IBGE publicou os números do censo 2010 referentes à religião. O que aconteceu com o movimento espírita nos últimos dez anos? Cresceu? Diminuiu? Quem é o espírita brasileiro? Como o espiritismo se encontra hoje, se comparado com outras religiões brasileiras? Jeferson Betarello explica.

Como está a aceitação da ideia da reencarnação na Europa? O Dr. Marco Milani fez uma análise de um banco de dados gerado da pesquisa EVS – European Values Studies (em bom português, Estudo dos Valores Europeus) que mostra resultados surpreendentes. Afinal, o ateísmo não estaria disseminado na Europa?

Um acadêmico publicou recentemente um artigo que defende que Chico não seria senão um portador de transtorno mental. Ele se queixa da falta de pesquisas com o médium. No entanto, Chico deixou um acervo imenso de documentos, fruto de sua psicografia, que envolve, entre outras coisas, cartas de parentes desencarnados de pessoas que o procuravam. O que contém estas cartas? Elas trazem informações fidedignas? Falam de coisas reconhecidamente verdadeiras que não poderiam estar na mente de Chico pela via da aprendizagem? Como poderia um psicótico psicografar tantas cartas com informações que não poderiam estar em sua mente confusa? É o que pretende demonstrar com sua pesquisa o Dr. Ademir Xavier, que descreve com detalhes o projeto de estudar as cartas de Chico Xavier, hoje já bem avançado.

Como eram as relações entre espíritas e católicos em Uberaba antes da chegada de Chico Xavier? A historiadora Anna Lívia Gomes conta uma história cheia de conflitos e polêmicas, com personalidades interessantes, como o Doca, hoje pouco lembradas pela historiografia do espiritismo.


A Apometria foi proposta pelo Dr. Lacerda há alguns anos. Sua prática pode ser encontrada em muitas casas espíritas brasileiras, hoje. É uma proposta arrojada, que envolve de ideias espíritas à física, passando pela medicina. Ela se sustenta? Tem fundamentação nestas áreas de conhecimento? Uma análise à luz da física e do espiritismo é o que encontramos no trabalho do Dr. Alexandre Fonseca, encerrando mais uma contribuição à série Pesquisas brasileiras sobre o espiritismo, publicada pela parceria entre o Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo e a Liga de pesquisadores do espiritismo.

15.8.13

LEITURA ESPÍRITA PUBLICA ARTIGO NOSSO SOBRE MEDIUNIDADE




O Leitura Espírita desse mês, de número 14, traz entre outras matérias um trabalho nosso, com o título "Como ter certeza de que sou médium?". Confiram pela net a degustação acima ou leiam através do link abaixo.

http://issuu.com/criativacomunicacao/docs/leitura_epirita_ed14/1?e=6659248/4413637

A matéria principal é "Reencarnação é castigo?", escrito por Rita Foelker, que faz uma releitura das razões da reencarnação. Ela mostra como algumas pessoas reeditam o dogma do pecado original em ambiente cultural espírita e como Kardec percebia o ciclo das encarnações. Tema atual e presente nos grupos espíritas.

10.8.13

FÍSICA QUÂNTICA NO CORREIO FRATERNO




O Correio Fraterno está com edição nova e tem como matéria de frente uma entrevista sobre física quântica e espiritismo. Eles entrevistaram o físico da UNESP, Alexandre Fontes da Fonseca, que mostra o abismo que existe entre os conceitos e pesquisas da física e o espiritualismo. Ele critica os autores que têm feito propostas apressadas de articulação, e defende que não se confunda matéria com espírito, além de entender que faltam muitos e muitos anos de pesquisa para que se possam fazer estudos experimentais com conceitos espíritas na fronteira com a matéria. Confiram! 

A entrevista está publicada em http://www.correiofraterno.com.br/nossas-secoes/14-entrevista/1292-fisica-quantica-o-que-ela-tem-a-ver-com-o-espiritismo

3.8.13

O OBSERVADOR E OUTRAS HISTÓRIAS - VIDEO


video

Assista em tela cheia, dá uma impressão mais intensa. É só clicar no quadradinho nos comandos inferiores, à direita.

Uma jovem com anorexia...
Um sacerdote envolvido no poder temporal...
Um negro que lutou na Revolução Farroupilha...
Um membro de grupo de extermínio...
Uma professora falecida em um acidente de carro...
Uma médium espiritualista de outro país...
Um evangélico que expulsou a filha de casa...
Uma mulher que viu nascer um centro espírita no interior...
Um espírita da Espanha do século XIX...
Uma mulher negligenciada pelo marido...

O que aconteceu após sua morte?


Em breve.
Lançamento no 9o. ENLIHPE - 24 e 25 de agosto - CCDPE-ECM


Entregas previstas a partir de 21 de agosto

2.8.13

RESPONDER OU NÃO RESPONDER, EIS A QUESTÃO.



Em tempos de conectividade global, facebook e outros instrumentos de comunicação simultânea, um texto do século XIX enviado pela jornalista Eliana Haddad pareceu-me imensamente sensato. O autor? Allan Kardec, o fundador do espiritismo na França. Vocês acham que este texto continua contemporâneo?


Polêmica Espírita

Allan Kardec


Várias vezes já nos perguntaram por que não respondemos, em nosso jornal, aos ataques de certas folhas, dirigidos contra o Espiritismo em geral, contra seus partidários e, por vezes, contra nós. Acreditamos que o silêncio, em certos casos, é a melhor resposta. Aliás, há um gênero de polêmica do qual tomamos por norma nos abstermos: é aquela que pode degenerar em personalismo; não somente ela nos repugna, como nos tomaria um tempo que
podemos empregar mais utilmente, o que seria muito pouco interessante para os nossos leitores, que assinam a revista para se instruírem, e não para ouvirem diatribes mais ou menos espirituosas. Ora, uma vez engajado nesse caminho, difícil seria dele sair, razão por que preferimos nele não entrar, com o que o Espiritismo só tem a ganhar em dignidade. Até agora só temos que aplaudir a nossa moderação, da qual não nos desviaremos, e jamais daremos satisfação aos amantes do escândalo.

Entretanto, há polêmica e polêmica; uma há, diante da qual jamais recuaremos: é a discussão séria dos princípios que professamos. Todavia, mesmo aqui há uma importante distinção a fazer; se se trata apenas de ataques gerais, dirigidos contra a Doutrina, sem um fim determinado, além do de criticar, e se partem de pessoas que rejeitam de antemão tudo quanto não compreendem, não merecem maior atenção; o terreno ganho diariamente pelo
Espiritismo é uma resposta suficientemente peremptória e que lhes deve provar que seus sarcasmos não têm produzido grande efeito; também notamos que os gracejos intermináveis de que até pouco tempo eram vítimas os partidários da doutrina pouco a pouco se extinguem. Perguntamos se há motivos para rir quando vemos as idéias novas adotadas por tantas pessoas eminentes; alguns não riem senão com desprezo e pela força do hábito, enquanto muitos outros absolutamente não riem mais e esperam. Notemos ainda que, entre os críticos, há muitas pessoas que falam sem conhecimento de causa, sem se darem ao trabalho de a aprofundar. Para lhes responder seria necessário recomeçar incessantemente as mais elementares explicações e repetir aquilo que já escrevemos, providência que julgamos inútil. Já o mesmo não acontece com os que estudaram e nem tudo compreenderam, com os que querem seriamente esclarecer-se e com os que levantam objeções de boa-fé e com conhecimento de causa; nesse terreno aceitamos a controvérsia, sem nos gabarmos de resolver todas as dificuldades, o que seria muita presunção de nossa parte. A ciência espírita dá os seus primeiros passos e ainda não nos revelou todos os seus segredos, por maiores sejam as maravilhas que nos tenha desvendado. Qual a ciência que não tem ainda fatos misteriosos e inexplicados? Confessamos, pois, sem nos envergonharmos, nossa insuficiência sobre todos os pontos que ainda não nos é possível explicar. Assim, longe de repelir as objeções e os questionamentos,
nós os solicitamos, contanto que não sejam ociosos, nem nos façam perder o tempo com futilidade, pois que representam um meio de nos esclarecermos.

É a isso que chamamos polêmica útil, e o será sempre quando ocorrer entre pessoas sérias que se respeitam bastante para não se afastarem das conveniências. Podemos pensar de modo diverso sem, por isso, deixar de nos estimarmos. Afinal de contas, o que buscamos todos nessa tão palpitante e fecunda questão do Espiritismo? O nosso esclarecimento. Antes de mais, buscamos a luz, venha de onde vier; e, se externamos a nossa maneira de ver, trata-se apenas da nossa maneira de ver, e não de uma opinião pessoal que pretendamos impor aos outros; entregamo-la à discussão, estando prontos para a ela renunciar se demonstrarem que laboramos em erro. Essa polêmica nós a sustentamos todos os dias em nossa Revista, através das respostas ou das refutações coletivas que tivemos ocasião de apresentar, a propósito desse ou daquele artigo, e aqueles que nos honram com as suas cartas encontrarão sempre a resposta ao que nos perguntam, quando não a podemos dar individualmente por escrito, uma vez que nosso tempo material nem sempre o permite. Suas perguntas e objeções igualmente são objeto de estudos, de que nos servimos pessoalmente, sentindo-nos felizes por fazer com que nossos leitores os aproveitem, tratando-os à medida que as circunstâncias apresentam os fatos que possam ter relação com eles. Também
sentimos prazer em dar explicações verbais às pessoas que nos honram com a sua visita e nas conferências assinaladas por recíproca benevolência, nas quais nos esclarecemos mutuamente.

Revista Espírita - Novembro de 1858
Publicação da FEB

1.8.13

CONHEÇA A PROGRAMAÇÃO OFICIAL DO 9o. ENLIHPE - SÃO PAULO


Espiritismo e Ciência

PROGRAMAÇÃO – 24/08/13

Sábado

8h00 - Recepção, credenciamento e entrega de material
8h30 - Prece de Abertura
8h35 - Palavras iniciais: LIHPE / CCDPE-ECM – Marco Milani e Júlia Nezu
8h45 - Lançamento do livro (8º ENLIHPE) – Jáder Sampaio
9h00 - Tema 1: Uma investigação estilística sobre uma peça musical atribuída ao Espírito de Wolfgang Amadeus Mozart - Érico Bomfim
9h20 - Perguntas e comentários
9h35 - Tema 2: Anália Franco e a “obra” espírita: o nascimento dos primeiros asilos ou abrigos espíritas para a infância no Brasil - Alexandre Ramos de Azevedo
9h55 - Perguntas e comentários
10h10 - Intervalo (com visita à sala de pôsteres) e mesa de autógrafos: Livro do ENLIHPE
10h40 - Tema 3: Espiritismo e métodos de pesquisa em ciências hermenêuticas e fenomenológicas - Jáder Sampaio
11h00 - Perguntas e comentários
11h15 - Tema 4: Terceiro Setor e Fundamentos da Doutrina Espírita - Daniella Leite
11h35 - Perguntas e comentários
12h00 - Lançamento de periódico (JEE) e discussão sobre a divulgação científica – Alexandre Fontes da Fonseca
12h20 - Orientações gerais e intervalo para o almoço e visita à sala de pôsteres
13h45 - Atividade artística
14h00 - Convidado 1: O que é pesquisar a sobrevivência? Sílvio Seno Chibeni
14h50 - Perguntas e comentários
15h05 - Convidado 2: As provas da sobrevivência Ademir Xavier Jr.
15h55 - Perguntas e comentários
16h10 - Intervalo (com visita à sala de pôsteres)
16h30 - Apresentação: Victor Hugo Não Morreu - Uma Abordagem Inédita - Washington Fernandes
16h50 - Perguntas e comentários
17h05 - Encerramento das atividades do dia

Domingo

8h00 - Assembleia da LIHPE
9h00 - Prece de Abertura e comentários gerais
9h05 - Lançamento do livro (Col. Espiritismo na Universidade) – Nadia Luz / Yuri Gaspar
9h20 - Tema 5: Geografia(s) do mundo espiritual - Chrystiann Lavarini
9h40 - Perguntas e comentários
9h55 - Apresentação de livro: O observador e outras histórias. Jáder Sampaio
10h15 - Intervalo (com visita à sala de pôsteres) e mesa de autógrafos
10h45 - Tema 6: Reencarnação: uma associação entre o mito de Er e o Espiritismo - Kátia Penteado
11h05 - Perguntas e comentários
11h20 - Tema 7: A confessionalidade espírita em Instituições de Ensino Superior: um estudo comparativo - Marco Milani
11h40 - Perguntas e comentários
11h55 - Homenagem a Hermínio C. Miranda. Alexandre Rocha
12h15 - Comentários finais e prece de encerramento
12:30 - Almoço de confraternização