Palestras e Entrevistas

1. Alfred Russel Wallace: um cientista em busca do invisível. Programa da série "A Força do Espiritismo", publicado por um grupo de instituições (FEB, CEERJ, Espiritismo.Net, entre outros). Nele se apresenta um cientista do século 19, coautor da teoria da evolução com Charles Darwin, que se tornou espiritualista após ler a literatura disponível em língua inglesa e realizar observações e experimentos com médiuns. Parte da obra espírita dele foi traduzida para o português por nós e publicada pela editora Lachâtre. Até o momento temos "O aspecto científico do sobrenatural", "Diálogo com os céticos" e "Os fantasmas e suas aparições". 

https://www.youtube.com/watch?v=GUmew9dSSvQ

2. Gabriel Delanne: vida e obra. Programa da série "A Força do Espiritismo". Nele se apresenta o discípulo de Allan Kardec, filho de espíritas franceses, Gabriel Delanne. Editor de duas revistas sobre espiritismo, pesquisador com cientistas como o Prêmio Nobel Charles Richet, autor de diversos livros e liderança do movimento espírita francês do final do século 19 e início do século 20. Apesar dos livros publicados em português pela FEB e por outras editoras e de seu reconhecimento por historiadores como Sophie Lachapelle e Lynn Sharp, a vida e o pensamento de Delanne têm ocupado cada vez menos a cena dos estudos espíritas do nosso tempo.

https://www.youtube.com/watch?v=BVKZFO5wutk

3. Amália Domingo y Soler: vida, obra e tradução. Uma entrevista com a estudiosa e tradutora dos textos de Amália, Débora Zambalde Vitorino, de Belo Horizonte - MG. Escritora espírita espanhola do século 19, Amália é autora de diversos livros de qualidade, como "Memórias do Padre Germano" e da coletânea "Reencarnação e Vida", no qual ela indaga aos espíritos as causas passadas de tragédias noticiadas pelos jornais de seu tempo. Débora recupera a luta de uma mulher sem recursos financeiros nem destaque social para a defesa do espiritismo em uma sociedade oficialmente católica, cuja igreja sofre a perda da influência sobre o poder secular e a demanda por se criar um país com múltiplas ideias religiosas e políticas. Muitos de seus livros ainda não foram publicados em língua portuguesa. Esse é o trabalho de Débora.

https://www.youtube.com/watch?v=7lmzRs4TV_M&t=1s

4. Há muitas moradas na casa de meu pai. Palestra realizada a convite da USE Circuito das Águas, em abril de 2021, trata do tema da pluralidade dos mundos habitados, que já circulava nos meios intelectuais europeus muito antes de Kardec. O livro "A pluralidade dos mundos habitados", de Camille Flammarion, e as descobertas paulatinas da astronomia são apresentadas pontualmente para a reflexão sobre o pensamento espírita. A palestra inicia-se após uma apresentação musical, em torno dos 40 minutos. 

https://www.youtube.com/watch?v=WsbrhmvJ4Ro

5. Suicídio: a história de Camilo Castelo Branco. Palestra realizada para a Casa de João Irmão Francisco, no Ceará, que sintetiza o artigo publicado no livro "O espiritismo da França ao Brasil: estudos escolhidos", editado pelo Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo - Eduardo Carvalho Monteiro, Liga de Pesquisadores do Espiritismo e União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo, em 2019. Camilo Castelo Branco é um escritor português do século 19 que suicidou-se após uma vida com muito sofrimento e crítica social. Ele se comunicou com, pelo menos, três grandes médiuns que publicaram seus textos: Fernando de Lacerda, Yvonne A. Pereira e Chico Xavier. O estudo faz uma comparação dos textos sobre o sofrimento pós suicídio do espírito, colocando em diversas tabelas as informações dadas. Chico Xavier e Yvonne Pereira não conheciam os textos um do outro, quando psicografaram Camilo, mas é bem provável que conhecessem os textos ditados a Fernando de Lacerda. O sofrimento e o desencanto com o materialismo militante que Camilo professou durante a vida, fizeram-no trabalhar ativamente no pós-morte, procurando médiuns e empregando sua capacidade literária para combater o suicídio como solução para os problemas humanos.

https://www.youtube.com/watch?v=BemvaIyjLFM

6. As pesquisas contemporâneas de mediunidade: Julie Beischel e o Núcleo de Pesquisas em Espiritualidade e Saúde da Universidade Federal de Juiz de Fora. Entrevista realizada pelo Canal Espiritismo em Kardec, mantido pelo Eric Tavares Pacheco, no qual se apresenta uma brevíssima história dos estudos sobre mediunidade, com ênfase nos estudos de Julie Beischel e Gary Schwartz e uma análise dos resultados obtidos na pesquisa realizada pelo NUPES - Universidade Federal de Juiz de Fora, com médiuns brasileiros. 

https://www.youtube.com/watch?v=GRpYBLKo4OU&t=2s

7. Espiritismo e Fenomenologia. Apresentação de trabalho de 30 minutos feita no encontro nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo (2013), que mostra o emprego de técnicas de construção do conhecimento por Allan Kardec próprias de ciências humanas. Elas só seriam sistematizados décadas depois com a proposta da fenomenologia, escola filosófica que nasce com o pensamento do matemático e filósofo Edmund Husserl. Na falta da terminologia, Kardec mostra no capítulo 1 de "A Gênese" e na introdução de "O evangelho segundo o espiritismo" como pesquisou, mas não havia conceitos de metodologia das ciências que não fossem próprios às ciências naturais. Husserl empregou métodos que seriam apropriados para a construção de uma ciência do espírito, como a compreensão no lugar da observação, e a busca das essências (epoché) a partir do diálogo com diversas pessoas em busca de sua experiência comum.

https://www.youtube.com/watch?v=tfwHH-Mq5zs

8. Revisão do cristianismo. Palestra realizada na 3a. Semana Maria Virgínia e J. Herculano Pires, em 2020, à distância. O título da palestra é o mesmo do livro do filósofo espírita. Possivelmente nos estudos de sua graduação em filosofia Herculano teve contato com o pensamento dos autores franceses de história do cristianismo. Nesse livro há uma clara influência de Ernest Renan e de Charles Guignebert. O primeiro humanizou Jesus, em seus estudos, o segundo afastou a teologia católica da história do cristianismo, tentando construir uma visão não teológica da mesma. Herculano baseou-se nessas análises para defender uma interpretação não-institucionalizada do cristianismo. Para isso denunciou a origem pagã de ritos e crenças, criticou uma apropriação do Cristo para fins políticos desde a antiguidade e defendeu um papel para a razão e a ciência nessa nova leitura do ensino cristão.

O vídeo inicia-se com uma apresentação de memórias de Herculano Pires (especialmente Urbano de Assis) por seu filho. Aos 22 minutos há uma leitura de um texto belíssimo de Herculano Pires. O estudo começa aos 26 minutos e 30 segundos. 

https://www.youtube.com/watch?v=nMi86ix0BtA&t=107s

9. Roda Viva do Espiritismo. Jáder Sampaio é entrevistado por Nadia Luz, Cléria Bittar e Rutineia Martins. São feitas diversas perguntas sobre os livros O Observador e outras histórias, Conversando com os espíritos, Casos e descasos na casa espírita e sobre as traduções da obra espiritualista de Alfred Russel Wallace. A Liga de pesquisadores do espiritismo, o Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo - Eduardo Carvalho Monteiro (CCDPE-ECM), a Associação Espírita Célia Xavier e temas contemporâneos são abordados em uma conversa franca.

https://www.youtube.com/watch?v=HZb_2vWnti0

10. Como trabalham os pesquisadores? Uma exposição sobre as ciências em geral e a proposta de classificação das ciências em ciências puras, ciências naturais e ciências humanas. Seguem reflexões sobre a formação de um doutor em uma área de conhecimento, seu grande domínio sobre seu tema e seu pouco domínio sobre as ciências em geral. Depois se apresentam noções de amostragem e generalização de resultados de pesquisas com amostras. Finalmente, apresenta-se uma classificação de estudos em medicina baseada em evidências, dos menos confiáveis aos mais confiáveis. Esse estudo foi uma introdução ao Enlihpe que apresentaria diversos trabalhos científicos sobre "prece e curas espirituais". Ocorreu no 13º Enlihpe, em 2017.

http://www.espiritualidades.com.br/videos/Jader_Sampaio_tit_Como_trabalham_os_pesquisadores_13_ENLIHPE_2017.htm


11. Análise de pesquisas relacionadas a "passes e curas espirituais" - Gilmar Trivelato e Jáder Sampaio. Mesa do 13º Enlihpe que faz uma espécie de revisão de pesquisas sobre passes e outras técnicas de imposição de mãos como terapia complementar.


https://www.youtube.com/watch?v=M6kWWNSQJt0


12. Entrevista sobre a Liga de Pesquisadores do Espiritismo (LIHPE) e suas produções. A psicóloga Tatiana Benites nos entrevistou de Barcelona - ESP, para conversar descontraidamente sobre a Liga de Pesquisadores do Espiritismo (LIHPE), o Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo Eduardo Carvalho Monteiro (CCDPE-ECM), os encontros nacionais da LIHPE, o artigo do Reformador sobre Julie Beischel, a trajetória do espiritismo na Europa, a literatura mediúnica de Yvonne A. Pereira e a pesquisa sobre as comunicações de Camilo Castelo Branco através de três médiuns diferentes. Uma panorâmica sobre a produção de 2019-2020.

https://www.youtube.com/watch?v=8adYrvW8PaU


13. Homenagem a Alfred Russel Wallace. Apresentação de slides que sintetiza a vida do naturalista inglês Alfred Russel Wallace, coautor da teoria da evolução das espécies a partir da seleção natural, com Charles Darwin. Mostra a vida e a produção espírita e dos livros de ciências naturais, o período de desenvolvimento e o período de reconhecimento do grande pesquisador. Menos de 11 minutos.

https://www.youtube.com/watch?v=cOXePqMiet0


14. A ciência em O porquê da vida: Léon Denis, espírita francês da época pós-Kardec escreveu em 1885 o livro "O porquê da vida" que teve muito sucesso editorial tanto no meio espírita, quanto na França. Humberto Schubert apresentou no terceiro encontro uma análise filosófica do pensamento de Denis no livro. Nos dois últimos capítulos, Denis fala do fundamento experimental do pensamento espírita. Fizemos uma apresentação sucinta dos autores que ele cita e buscamos contextualizar e exemplificar as pesquisas de alguns dos pesquisadores (então chamados de sábios) citados por Denis. A maioria deles aparece nos textos de história de diferentes áreas do conhecimento, como psicologia, física, biologia, química, entre outras. Muitos são premiados e há, pelo menos, um prêmio Nobel.

https://www.youtube.com/watch?v=ztuUH2hDysQ

Nenhum comentário:

Postar um comentário