23.10.07

Video Spirite Lança DVD Sobre Chico Xavier


A Versátil Home Vídeo lançou um documentário sobre Chico Xavier, gravado em 1983 e não divulgado nos meios de comunicação. Além do documentário, com o objetivo de preservar e divulgar a memória espírita, há diversos vídeos que foram inseridos como "extra" no conjunto de dois DVDs.
Como mineiro, emociona ver personagens de quem ouvimos falar ou com quem convivemos, na força da juventude ao redor do médium de Pedro Leopoldo: Rubens Romanelli, Martins Peralva, Dona Neném, Newton Boechat, Arnaldo Rocha, Badi Elias Cury, etc. As imagens do Colégio Precursor, que conheci na fase de decadência, são imponentes e explicam a importância que os espíritas de outras localidades deram à instituição.
Emocionei-me também com o discurso de Chico Xavier no Pacaembu, ao receber o título de Cidadão Honorário da Cidade de São Paulo. Apesar das compreensíveis falhas no vídeo, fruto de um armazenamento inadequado, as imagens e sons da voz rouca do médium brasileiro, vão marcando os presentes. Quanta erudição! Dados do nascimento da cidade vão surgindo em seu discurso, uma fala contra o absolutismo, que pode ser interpretada como uma alfinetada à ditadura militar, seguida da citação nominal das mulheres notáveis da cidade que não pára. Chico relembra sua amizade com Tarsila do Amaral, em um período no qual já pintava sobre cadeira de rodas. Espíritos e personalidades encarnadas se encadeiam na sua fala, que consolida a grande proposta do Espiritismo. Até mesmo o repórter que cobria o evento dá mostras de emoção no final do discurso, que revela a imensa capacidade intelectual do médium. Mão sobre o peito, olhar para o público que lotava o estádio, Chico fala sem nem uma página escrita nas mãos. O vídeo é uma fonte importante contra uma imagem social pejorativa que foi construída sobre a pessoa do médium mineiro.
O documentário em si é um pouco arrastado para os nossos dias, muitas entrevistas, algumas longas e sem muito conteúdo a acrescentar à biografia do médium, contudo, ressalto a intenção do diretor em resgatar o lado humano de Chico Xavier. Ele se detém nas pessoas que o circundavam, na cidade de Pedro Leopoldo, nas agruras da sua existência, dificuldades que hoje seriam consideradas criminosas e que o Chico enfrentou, num misto de tragédia e superação.
A visita de Pietro Ubaldi é curiosa e o olhar reticente do filósofo italiano, ao lado do entusiasmo explícito dos espíritas àquela época, estão abertos ao entendimento dos que se interessam pela obra de Ubaldi nos dias de hoje.
Recomendo que o leitor não espírita ou com pouco conhecimento sobre o movimento espírita mineiro, leia "As Vidas de Chico Xavier", de Marcel Souto Maior, "Chico Xavier: Uma Vida de Amor", de Ubiratan Machado e "Trinta Anos com Chico Xavier" de Clóvis Tavares, antes do vídeo.

7 comentários:

Anônimo disse...

Eu estava esperando alguém assistir esse vídeo. O site do CEI está pedindo 60 reais por ele e o meu medo era exatamente o que você comenta: entrevistas "longas" demais. Ainda vou esperar um pouco esse preço baixar... De qualquer maneira foi bom ter a primeira referência.

M.V.Papa Lobo

Flávio Mussa Tavares disse...

Caro Jáder.
Para mim foi uma grande alegria a descoberta dessas imagens pelo nosso querido Oceano Vieira de Melo, da Versátil, que tem a secção "Video Spirite", que tem lançado os vídeos mais comentados no meio espírita.

Para nós, da Escola Jesus Cristo, fundada por meu Pai, Clóvis Tavares, foi uma gratíssima surpresa, pois quando ele desencarnou, em 1984, não tínhamos nenhuma imagem dele em vídeo, apenas as fotos. E esse filme resgatou as suas imagens de 1951 entre Chico Xavier, Dr. Rômulo, Romanelli, Pietro Ubaldi e outros.
Fiquei muito feliz também por que o Oceano quis entrevistar a minha Mãe, Hilda aqui em Campos e ela revelou a verdade sobre Santos Dumont tão malbaratada por uma obra apócrifa que desmoraliza o herói brasileiro, reduzindo-o a um ovóide, quando sabe-se pelas obras de André Luiz, mormente "Evolução em Dois Mundos", que os ovóides são espíritos obsessores de baixíssima evolução espiritual, o que de forma alguma pode-se aplicar ao nosso querido Santos Dumont.
Deus abençoe o Oceano Vieira de Melo por esse DVD.

Flávio Mussa Tavares disse...

Estou às ordens para qualquer assunto sobre Santos Dumont.
flaviotav@gmail.com

Alexandre disse...

Oi, Jáder,

Muito bom ter descoberto o seu blog! Concordo com as suas impressões a respeito dos DVDs. Também fiquei impressionado com o discurso do Chico em São Paulo.

Alexandre Caroli Rocha.

Anônimo disse...

Caro amigo e irmão Espírita,

Muito obrigado pelo belo comentário sobre nosso humilde trabalho.
Sobre as entrevistas longas, é que as futuras gerações precisam tomar conhecimento que Chico Xavier existiu. Por isso, colocamos seus amigos falando sobre o Grande Médium Espírita.
Saúde e Paz,
oceano

Anônimo disse...

Caro amigo e irmão Espírita,

Muito obrigado pelo belo comentário sobre nosso humilde trabalho.
Sobre as entrevistas longas, é que as futuras gerações precisam tomar conhecimento que Chico Xavier existiu. Por isso, colocamos seus amigos falando sobre o Grande Médium Espírita.
Saúde e Paz,
oceano

Jáder Sampaio disse...

Oceano, amigo.

Seu trabalho é muito importante para a preservação da memória espírita. Você não imagina minha emoção e surpresa ao ver Martins Peralva, a quem já conheci com idade avançada, jovem, e a Dona Nenem, que conheci portadora de Parkinson, mas que diziam ser bela e elegante na juventude, da forma que os amigos a descreveram. Sua recuperação do Chico é uma contribuição à história do Espiritismo. A advertência quanto ao tamanho das entrevistas apenas orienta aqueles que quiserem exibir seu vídeo nas sociedades espíritas a escolherem algumas entrevistas para não ficar cansativo.

Espero possamos nos encontrar no IV ENLIHPE.

Um abraço saudoso.

Jáder Sampaio