6.6.17

JORGE ANDREA SE FOI...




Há alguns meses recebi a notícia da desencarnação do psiquiatra, autor e expositor espírita Jorge Andréa dos Santos. Jorge Andréa esteve conosco, em Belo Horizonte, nos anos 80 e 90. Suas palestras e seminários eram sempre bem humorados, e ele expunha com muita clareza as suas ideias.

Andréa tinha alguns temas centrais em seu trabalho, como a sexualidade, a evolução e a fronteira entre psiquiatria/psicologia e espiritismo.

No seu trabalho sobre evolução ele desenvolveu um esquema muito didático que se iniciava com o encontro de duas retas no espaço, marcando a criação do princípio inteligente. Ele articula nesta sua imagem a evolução, o livre-arbítrio e o determinismo, com algumas funções psicológicas como o instinto, a razão e a intuição. Andréa faz propostas inusitadas como a da superintuição (que seria uma função psicológica de seres perfeitos, apenas esboçada pelo autor).

Ele era marcado pelo imenso bom humor. Contava suas histórias pessoais com a mesma simpatia que apresentava conceitos filosóficos de autores como Spinoza. Creio que não há ninguém do nosso grupo que esteve em seus trabalhos que não tenha um sentimento de afeição por ele.


Após o seminário de evolução, nossa livraria obteve os livros dele, publicado ainda pela Editora Fon Fon e Seleta (imagino que uma publicação pessoal) e vez por outra o esquema abaixo era escrito no quadro negro das reuniões públicas.



A Agenda Espírita Brasil publicou uma entrevista muito curiosa com Andrea, feita pelo jornalista André Trigueiro, organizada pelo Instituto de Cultura Espírita do Brasil - ICEB, um ano antes de sua desencarnação, nas comemorações dos seus cem anos de idade. Ciência no movimento espírita, experiências com índios, seus livros, sua família, a sociedade atual, o relacionamento, Divaldo Franco, Carlos Pastorino, são alguns dos assuntos que ele trata ao longo da sua prosa.

Agradeço a ele a disposição de ter estado conosco, expondo por muitas horas a fio, em seminários no Hospital André Luiz e na Associação Espírita Célia Xavier, deixando em casa sua família, sua vida pessoal. A voz clara, os pensamentos bem articulados aos cem anos de idade, impressionam muito! 


Um comentário:

Angela disse...

Adorei assistir o documentário do Dr. Jorge Andréa.
Vou ler os livros que foram mencionados no Documentation.

Grata.

Ângela