26.3.09

EDIOURO CRIA NOVO SELO E LANÇA LIVRO DE DIVALDO



Figura 1: Iluminação Interior pela Prestígio

Recordo-me de uma palestra de Divaldo Franco na qual ele contou haver-se queixado com Joanna de Ângelis por sempre escrever mensagens para terceiros e nunca para ele. A mentora espiritual teria respondido: - "Divaldo, você está equivocado. Tudo o que escrevi é para você. Você publica porque quer."

Recebi o livro Iluminação Interior para análise. Ele vem com o selo da editora Prestígio. Pelo que pude imaginar, a Ediouro criou este selo novo, possivelmente para identificarmos um perfil de suas publicações (seria um selo para obras espíritas? Continuo sem respostas).

A qualidade da impressão, capa, papel, para uma brochura, atendem bem à nossa demanda de um livro para as nossas bibliotecas.

O conteúdo do livro são mensagens curtas, escritas em um português quase sem arcaísmos, que coloca frente a frente valores cristãos em um cenário contemporâneo.

Chamou-me a atenção o capítulo intitulado "Deveres Austeros" no qual vi com clareza um incentivo de Joanna para o médium baiano. Confiram.

O livro é uma boa fonte para o "Evangelho no Lar", se os participantes forem adultos.




2 comentários:

Anônimo disse...

Jáder, em primeiro lugar, mais uma vez, parabéns pelo Blog, ele já faz parte de nossas idas e vindas na web.
O livro Iluminação Interior já havia sido editado pela LEAL (Bahia, 2006), inclusive tenho uma cópia, autografada por Divaldo (baba baby) quando esteve conosco em seminário no SEJA-BH com o mesmo título (em abril de 2008).
Faço este comentário, pois me deu a entender pelo fato de você não fazer nenhuma citação à edição da LEAL, que você a desconhece, estou certo?
Seria interessante saber o porquê a Ediouro obteve também o direito da publicação, você sabe?
Continue com o Blog ele está nos esclarecendo mto. Obrigado!
Do amigo e irmão,
João Lúcio.
Skipe – jotalu2008.

Jáder Sampaio disse...

João,

Parabéns pela aquisição do livro e pelo autógrafo do Divaldo.

Eu conhecia a edição da LEAE, a consultei antes de publicar esta matéria, mas achei que ficaria repetitivo fazer com a mesma estrutura da anterior.

Eu perguntei à Ediouro sobre a política de publicação de obras espíritas. Expliquei que os leitores perguntariam, mas não logrei obter resposta.

Penso que após posicionar os livros para o público espírita, via LEAE, a Mansão do Caminho escolheu uma editora de ampla distribuição para posicionar os livros do Divaldo para o grande público, mas esta opinião não está confirmada pelos parceiros.

Um abraço

Jáder