28.9.12

O MITO DE CHICO XAVIER NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA


 Foto de Bethânia
Bethânia Alves de Menezes defendeu em Uberlândia, no ano de 2006, uma dissertação de mestrado no Instituto de Geografia. Ela fez a gentileza de disponibilizar para os interessados, no formato pdf, no seguinte endereço: http://www.ig.ufu.br/sites/ig.ufu.br/files/Anexos/Bookpage/Anexos_BethaniaAlves.pdf
O título é "O Mito de Chico Xavier: os usos, apropriações e seduções do simbólico em Uberaba-MG."
Pode parecer estranho, mas há outras dissertações na área de Geografia relacionadas com o espiritismo e o movimento espírita de alguma forma.

Segue abaixo o resumo escrito pela autora para os interessados.


"A pesquisa é resultado de questionamentos realizados em torno do simbolismo implícitos na imagem do médium Chico Xavier, a partir dos espaços usados e apropriados por ele na difusão do Espiritismo Cristão em Uberaba/MG. Tem como objetivo decifrar os conteúdos dos espaços criados a partir da doutrina espírita, envolvendo a pessoa do médium que consistem em compreender os processos de sacralização de espaços, mesmo após a sua morte.O problema central da pesquisa em questão é o espaço do mito. Tomam-se como ponto fundamental de análise alguns teóricos do espaço e desloca-se a mesma análise do espaço social para o espaço sagrado; procedimento este compartilhado por diversas correntes das ciências sociais. Analisadas as estruturas, as formas e os conteúdos da unidade de análise do espaço, enfatizam-se os processos de organização social, até atingir as posições concretas das pessoas que continuam a obra do mito e das organizações, ou seja, os espaços apropriados como: a casa e/ou museu, a livraria, o centro espírita, o grupo assistencial e, por fim, o
mausoléu. Assim, foi possível decifrar os lugares a partir dos usos e apropriações estabelecidas pelo médium e por seu público demonstrando as práticas sociais demandadas na estruturação do Espiritismo. Embora seja evidente sua imagem de mito, busca-se analisar nos legados do médium e em seus seguidores, além das formas de apropriação desses espaços e da difusão de seus ensinamentos."

2 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns ao blog espiritismo comentado por reconhecer o trabalho desta dedicada pesquisada!

Denise disse...

Parabéns ao blog espiritismo comentado por reconhecer o trabalho desta dedicada pesquisadora.