9.11.13

EUTERPE E POLÍMNIA NO CENTRO ESPÍRITA





Os gregos contavam a história das nove musas filhas de Mnemozine e Zeus, capazes de inspirar as artes e as ciências. Jamais imaginei que encontraria duas delas no calor do cerrado, interior de Minas Gerais: Euterpe e Polímnia, duas inspiradoras de música, a que desperta o prazer e a que eleva a alma.



Esses pequenos jovens treinaram por muito tempo e se prepararam para apresentar para um público diferente do que estão acostumados a encontrar no Centro Espírita. Chegaram de van, vestiram a camisa do CEPA e soltaram a garganta. Um minuto inicial de ansiedade. Cinco minutos de celebridade. 



Duas músicas: Prece e Paz. Polímnia usou suas artimanhas no sertão brasileiro. Pão, educação e música, coisas que uma mulher, carinhosamente chamada de Da Paz, legou a uma comunidade distante da "princesa do norte".





Euterpe ficou mordida, afinal, ela também era filha de Zeus. E levou à noite o Grupo Camerata de Violões. Eles saíram da Unimontes, a Universidade Estadual de Montes Claros, direto para o povo. 

O Camerata é composto de professores e alunos de violão, ligados ao curso de música e à comunidade, capazes de interpretar seu instrumento a partir das partituras. E eles foram aonde o povo estava. O povo estava no CEPA. Levaram consigo a bela voz de uma professora e emocionaram a todos.






A beleza dos instrumentos uniu-se à voz trabalhada que executou músicas diversas. Eu me emocionei. Lembrei dos tempos em que a Unimontes era apenas uma Fundação Universitária, e vi que toda a região foi beneficiada com a estadualização e com o acentuado crescimento que a instituição sofreu nas duas últimas décadas. Lembrei das bolsas de pós-graduação que a Fapemig vem proporcionando a esta e a outras instituições de ensino e pesquisa do Estado, e vi que valeu a pena. Cada centavo, cada assinatura de processo, cada investimento que foi feito pensando no futuro. O futuro já começou a chegar.




A guerra das musas, ao contrário dos ciúmes dos deuses, beneficiou a todos os que estiveram presentes, para conversar sobre passes, sobre atendimento aos espíritos e conhecer O Observador. Mas este é assunto para outro post.

Um comentário:

carlos disse...

Nossas super legal.. Adorei.. Adorei o blog.. e quando adorei as Crianças fazendo.. E muito legal porque ensina as crianças algo novo sem ser algo chato..

Veja depois o nosso blog também:
http://espiritismoespiritoverdade.blogspot.com.br/

abraço