9.12.16

REVISTA INTEGRAÇÃO EXPLICA COMO FOI O 12o. ENLIHPE





A maioria dos leitores do Espiritismo Comentado sabe que participo da LIHPE - Liga de Pesquisadores do Espiritismo, uma rede de estudiosos, ligados ou não à universidade, que, entre outras coisas, organiza um encontro anual (ENLIHPE) que já está em sua 12a. edição.

Por que promovemos este evento anual?

O movimento espírita já oferece muitos encontros, confraternizações, seminários e outros eventos públicos. Por que fazer mais um evento? Por diversas razões:

1. A LIHPE é uma rede virtual. Os participantes a acessam quando desejam comunicar algum trabalho que estão fazendo ou solicitar algum tipo de auxílio. Esta forma de comunicação é muito acessível, o que permite a participação de pessoas do mundo todo, contudo, não possibilita que estas pessoas estabeleçam um vínculo pessoal, se conheçam mais profundamente e tenham a oportunidade de interagir integralmente. O encontro é uma ação que contribui para que as pessoas possam se conhecer melhor, avaliar melhor os trabalhos umas das outras, interagir.

2. A maioria dos eventos do movimento são dirigidas a públicos amplos, de simpatizantes ou trabalhadores das casas espíritas. Por esta razão, no mais das vezes, os expositores conhecidos local ou nacionalmente são convidados. Pessoas com capacidade, mas sem notoriedade, geralmente são preteridas em muitos destes encontros. O ENLIHPE tem mostrado ser um espaço para identificação de novos talentos do movimento espírita.

3. Muitos trabalhos realizados nas universidades sobre o espiritismo e o movimento espírita ficam à larga dos jornais e dos espíritas em geral, por falta de comunicação. Há um número substantivo de pessoas, espíritas ou não em sua vida pessoal, que empreendem estudos sérios e importantes para o conhecimento espírita, mas que estão condenados a ser lidos apenas por um pequeno círculo de pessoas. O ENLIHPE se presta a dar visibilidade a este tipo de trabalhos, que normalmente não seriam conhecidos e a publicá-los sob uma forma mais acessível às pessoas, como capítulos de livro ou artigos. Isto já gerou mal entendidos da parte de pessoas do movimento que interpretaram erradamente que a LIHPE não valoriza autores espíritas consagrados. Não é verdade, tanto é que temos homenageado estes autores, ligados ao estudo filosófico ou científico do espiritismo, em todas as edições de nossos encontros. Contudo, fazemos eventos que trazem informações pouco veiculadas no movimento espírita para a cena, foi a nossa opção a fim de não fazer "mais do mesmo".

4. Nos último evento nós incentivamos os membros da LIHPE a estudar na literatura acadêmica os trabalhos produzidos sobre o tema Reencarnação. Para o 13o. ENLIHPE, estamos incentivando os membros da LIHPE e mesmo os interessados em geral a produzir trabalhos com base na produção acadêmica sobre o tema "Passe e curas espirituais", que ultimamente tem recebido muitas publicações da medicina, psicologia, história, filosofia e ciências biológicas, dentro e fora do Brasil.

Qualquer um pode apresentar trabalho?

Se abríssemos o espaço para qualquer pessoa, correríamos o risco de programar trabalhos de pessoas bem intencionadas, mas mal informadas, o que desmotiva e gera conflitos com os participantes, assim como de pessoas mal intencionadas.

O ENLIHPE, então, conta com um grupo de analistas, geralmente com formação acadêmica, além do conhecimento do espiritismo, que avaliam os trabalhos submetidos, recomendam ou não sua apresentação e fazem sugestões aos autores. Eles não conhecem o nome dos autores dos trabalhos que analisam, avaliam apenas seu conteúdo, da mesma forma que os autores também não ficam sabendo que pessoas analisaram seu trabalho, o que evita parcialidade e conflitos interpessoais desnecessários.

Respondendo à pergunta, qualquer um pode submeter um trabalho, mas só serão apresentados os trabalhos escolhidos pela comissão avaliadora.

A LIHPE é uma elite do movimento espírita?

Não, a LIHPE é uma rede voluntária de pessoas que desejam estudar e conhecer o espiritismo. Muitos de seus membros têm estudos acadêmicos avançados, o que possibilita uma contribuição mais efetiva na área de fronteira entre o pensamento espírita e as áreas de conhecimento acadêmicas. 

Da mesma forma que procuramos um cirurgião se temos dúvidas sobre realizar ou não uma cirurgia, porque sabemos que ele deve ter mais conhecimento e experiência com este procedimento, deveríamos ouvir espíritas que têm um conhecimento profundo em física, se nossos interesses se voltam a problemas na fronteira entre a física e o espiritismo. Um espírita com muito conhecimento doutrinário pode cometer erros elementares quando trata da física, se não a conhece. Da mesma forma, um físico sem conhecimento espírita, pode cometer erros elementares sobre o pensamento espírita quando analisa uma teoria espírita sobre um fenômeno de materialização. 

Com o avanço e gradual complexificação das áreas de conhecimento das ciências, determinadas questões que são postas ao pensamento espírita não podem ser bem equacionadas sem o conhecimento da área científica respectiva. Allan Kardec pensava assim. A LIHPE pretende apenas dar voz às pessoas que têm formação avançada em questões que lhes dizem respeito, sem a pretensão de verdade a priori. Cabe ao movimento espírita analisar estas contribuições e tirar suas próprias conclusões, fazer suas próprias escolhas.

É possível ler os trabalhos selecionados nos ENLIHPEs?


Os melhores trabalhos foram organizados em livros-coletâneas e publicados pela LIHPE, com o apoio financeiro e logístico do Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo "Eduardo Carvalho Monteiro" - CCDPE-ECM. A coleção destes trabalhos se chama "Série Pesquisas Brasileiras sobre o Espiritismo" e já conta com sete volumes:

Pesquisas sobre o espiritismo no Brasil
A temática espírita na pesquisa contemporânea
O espiritismo visto pelas áreas de conhecimento atuais
O espiritismo na atualidade
O espiritismo nas ciências contemporâneas
O espiritismo, as ciências e a filosofia
Novos estudos sobre a reencarnação

Você pode adquirir os livros no site da Candeia:

http://www.candeia.com/J%C3%A1der%20dos%20Reis%20Sampaio

Ou diretamente na Livraria do Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo - Eduardo Carvalho Monteiro.

http://www.ccdpe.org.br/livraria

Você também pode assistir as apresentações do ENLIHPE gratuitamente no site Espiritualidades e Sociedade:

http://www.espiritualidades.com.br/liga.htm






Nenhum comentário: