18.12.07

Victor Hugo e os Espíritos

Recentemente um documentário sobre o livro "Os Miseráveis" chamou-me a atenção para o lado espírita de Victor Hugo. Nele, um dos estudiosos da obra de Hugo afirma que os espíritos o incentivaram a concluir e publicar o livro que se tornaria um marco na literatura mundial, por dar voz e luz a uma população geralmente esquecida, diminuída ou marginalizada pelos autores anteriores à sua época.



O escritor francês foi condecorado cavaleiro da Legião de Honra em 1825, membro da Academia Francesa e foi eleito deputado constituinte de Paris em 1848 e 1849. Foi eleito presidente do Congresso Internacional da Paz em 1849. Em 1852 um decreto do governo de Luis Napoleão o expulsa da França e ele vai para a ilha de Jersey, onde teve contato com a mediunidade e os espíritos. Hugo só voltaria à Paris após a proclamação da república, mesmo tendo sido anistiado.


O livro de Maria do Carmo Schneider, de leitura agradável, focaliza o lado espírita de Victor Hugo, conectando-o à sua obra. São impressionantes os poemas obtidos pela via mediúnica na ilha de Jersey e os espíritos com quem comunicava-se, que adotavam pseudônimos poéticos como "Sombra do Sepulcro", "Dama Branca", "Leão de Ândrocles" e "Pomba do Arco". Poetas famosos também assinavam as comunicações, como Molière, Ésquilo, Shakespeare, Dante e Camões.


A pena dos historiadores e biógrafos de Victor Hugo muitas vezes o considerou um "louco no exílio", assim como foi feito com outras personalidades notáveis que se tornaram espíritas ou espiritualistas como William Crookes e Robert Owen. Em sua "loucura genial" Victor Hugo ainda publicou mais de vinte grandes obras, como "O Homem Que Ri", "Os Miseráveis", "William Shakespeare", "Trabalhadores do Mar", "Torquemada" e outras obras memoráveis.



Além do trabalho de Maria do Carmo, quem desejar conhecer uma abordagem filosófica da obra de Victor Hugo, pode ler o livro "Victor Hugo, Espírita", escrito pelo espírita argentino Humberto Mariotti e publicado em português pela editora EME.

Como um presente ao leitor do blog, fica um dos poemas mediúnicos da Ilha de Jersey, ditado pela "Sombra do Sepulcro":


"Espírito que quer saber o segredo das trevas,
E que, segurando nas mãos a terrestre chama,
Vem, furtivo, apalpando nas nossas fúnebres sombras,
Espicaçar a imensa tumba,

Retorna ao teu silêncio e sopra tuas velas,
Retorna à noite de onde algumas vezes sais;
O olho dos vivos não lê coisas eternas
Por sobre os ombros dos que não vivem mais."

(Resposta a Hugo da Sombra do Sepulcro após duas perguntas dirigidas a Molière) Leia sua interpretação na página 52 do livro de Schneider.

6 comentários:

Alexandre disse...

Jáder,

poderia dar a referência do documentário que você mencionou? Não sabia da informação sobre Os miseráveis. Interessante notar que as investigações mediúnicas do Victor Hugo ocorreram antes da publicação de O Livro dos Espíritos. E os textos mediúnicos que ele apresenta parecem distintos dos de Kardec. Há um Jesus, por exemplo, meio zangado, bem diferente daquele apresentado no Evangelho segundo o espiritismo. É um bom material para ser estudado.

Jáder Sampaio disse...

Alexandre,

Eu o assisti em um dos canais da Discovery, mas não fui capaz de localizar o programa. Cheguei a pesquisar no site da NET e no caderno de programação, mas foi em vão.

Um abraço

Jáder Sampaio

Jáder Sampaio disse...

Alexandre,

Eu o assisti em um dos canais da Discovery, mas não fui capaz de localizar o programa. Cheguei a pesquisar no site da NET e no caderno de programação, mas foi em vão.

Um abraço

Jáder Sampaio

Anônimo disse...

Irmão,

permita-me fazer uma contribuição, como forma de extender o seu post sobre Victor Hugo... Neste artigo o autor fala um pouco sobre esta figura exponencional que foi Victor Hugo.

nacip Gomes disse...

Ótimo material para reflexão e pesquisa. lembrando apenas a importância deste magnífico espírito autor de obras literárias de grande valor.
Parabéns Jáder...

Francisco de Assis Dorneles disse...

Eu sei qual doc vc se refere, uma das partes do mesmo faz está cotação, abraços.

https://youtu.be/kJmIe8KvCLQ