10.2.08

Mais um poema de Damasceno Sobral

Inspiração




Pudesse eu contaminar a humanidade inteira
desta paz, desta harmonia,
deste desejo do belo,
do infinito
e eterno
que me transbordam a alma neste momento...

Fosse dado a minha voz
se fazer ouvir nos quatro cantos do planeta
repetindo
o que me chega do "Outro Mundo",
em forma de murmúrios...

Tivesse eu o dom
de vos descrever com palavras
a integridade de minhas inspirações...

...e, certo, o mundo se transformaria!

Extraído do livro "Almas Libertas (poema). Divinópolis, 1949.

Nenhum comentário: