9.9.11

AS FOX E A MEDIUNIDADE COMO OFÍCIO


Peça publicitária da época

Dando continuidade à biografia das Irmãs Fox escrita por  Weisberg, ela trata como nenhum outro que li sobre a mediunidade paga. Para Barbara é como se as Fox houvessem criado um novo ofício, mais bem remunerado que qualquer outro ao seu alcance social, como mulheres de classe média-baixa dos Estados Unidos.

Um dólar por atendimento, é o preço que aparece em algumas partes do texto, em outras elas negociam o valor de uma temporada a serviço de pesquisadores, por exemplo, que ficam na faixa de milhares de dólares. Dependendo do ofício, elas receberiam três dólares por semana em uma fábrica, para termos noção do valor da moeda americana àquela época.

Apesar da vigilância de Margaretta Fox, em sua juventude, e dos cuidados de alguns amigos na idade adulta, o ofício as expunha em demasia para a época. Homens as procuravam em um misto de curiosidade e com um desejo interessado no toque de mãos para a realização dos fenômenos. Alguns, mais rudes, gabavam-se disto.

Outra coisa curiosa eram as tourneés por cidades norte-americanas. As médiuns viajavam em busca de um público novo que as pudesse remunerar por algum tempo. O fenômeno tornava-se mais importante que o conteúdo do que diziam os espíritos através delas.


William Crookes (?)  examina uma médium

Barbara não poupa tinta para tratar das fraudes de médiuns profissionais para se manterem nesta nova indústria. Cúmplices, truques de magia, articulações estalantes, ventriloquia, sapatos com chumbo para serem seguros pelos ingênuos observadores, tudo isso é descrito, e as Fox dão mostras de conhecerem estes artifícios. Teriam utilizado estes truques para não descontinuarem suas sessões? Não se sabe. Barbara afirma que não foram flagradas fazendo truques em quarenta anos. O máximo que se conseguiu foi o relatório dos observadores de Buffalo, que não obtiveram batidas após imobilizarem com as mãos os joelhos das jovens.

Penso que muito sofrimento seria poupado se elas aceitassem o conselho evangélico de Allan Kardec: "Dai de graça o que de graça recebestes", ou a sabedoria prática de Chico Xavier. "O telefone toca de lá para cá."

5 comentários:

Alexandre disse...

Caro Jáder,

Acho que no livro de Aubrée/Laplantine, fala-se que o evento irmãs Fox é considerado o início do espiritualismo moderno porque, embora fenômenos de efeitos físicos já ocorressem há muito mais tempo, este seria o primeiro registro do estabelecimento de um código de comunicação entre vivos e mortos. Você sabe se esse dado procede? Tem conhecimento de diálogos semelhantes anteriores às irmãs Fox?

Alexandre disse...

Sabemos que a definição de um marco histórico inicial para determinada época sempre tem um fator arbitrário, o que é inevitável. Conan Doyle, por exemplo, identifica o início do espiritualismo moderno em Swedenborg (1688-1772).

Jáder Sampaio disse...

Alexandre,

Concordo que é arbitrária a data de início de um movimento social, mas geralmente se observa a continuidade e a organização deste movimento após o que é citado. Assim, quando falam em antecedentes do espiritismo no Brasil e voltam ao Marquês de Maricá, considero inadequado porque, apesar da convergência de ideias, não se criou um movimento ou não houve continuidade.
As Fox são contemporâneas de um movimento organizado que ganhou dimensão nacional e internacional. Poderíamos começar em Andrew Jackson Davis ou em Emmanuel Swedenborg, mas os simpatizantes das ideias deste último não eram conhecidos como espiritualistas, mas como swendenborguistas (vide Honoré de Balzac).

Anônimo disse...

“O homem ou mulher que consultar os mortos ou for feiticeiro, certamente será morto. Serão apedrejados, e o seu sangue será sobre eles.” Levítico 20;27

Jáder Sampaio disse...

"Não matarás" Êxodo 20:13

"Então correu um moço, e o anunciou a Moisés, e disse: Eldade e Medade profetizaram no arraial. Josué, filho de Num, servidor de Moisés, um dos seus escolhidos, respondeu e disse: Moisés, meu senhor, proibe-lho. Porém Moisés lhe disse: Tens tu ciúmes por mim? Tomara todo o povo do SENHOR fosse profeta, que o SENHOR lhes desse seu Espírito!" Números 11:27-29

"Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no reino dos céus." Mateus 5:20