17.10.13

VISITA À CONFEDERAÇÃO ESPÍRITA ARGENTINA - BUENOS AIRES




Entrada da Confederación Espiritista Argentina

Depois de um dia corrido em Buenos Aires, escolhemos fazer como último passeio uma visita surpresa à Confederação Espírita Argentina - CEA. Ela tem sua sede na calle Sanchez de Bustamante 463.




Duas fotos da Livraria El Ateneo

A busca ao espiritismo nas livrarias argentinas, como foi o caso da bela “El Ateneo”, com três andares e um subsolo, não foi muito feliz. Mesmo nas estantes de ocultismo, encontramos apenas um exemplar de capa dura do “Perdoo-te”, de Amália Domingos Soler. O vendedor, muito gentil, após consultar seu sistema, pediu que procurássemos nas outras “tiendas” da livraria, nas quais talvez encontrássemos Allan Kardec.

Na CEA fomos literalmente acolhidos por Paulo e Julieta, que fizeram a gentileza de entrar em contato com o Sr. Gustavo Martinez, presidente da instituição. Ele nos permitiu tirar as fotos que se encontram ao longo desta matéria.

Livraria da CEA

A livraria da CEA é seleta, mas tem bons clássicos do espiritismo argentino.  Cosme Mariño, Humberto Mariotti e outros são facilmente encontrados lá. Recomendo que se acesse o catálogo de livros publicado no site da CEA: http://www.confespirarg.com.ar/  mas nem todos os livros estão disponíveis.


Livros em exposição

Há igualmente muitos livros em espanhol psicografados por Chico Xavier e por Divaldo Franco. Das Minas Gerais eu encontrei o clássico da Associação Médico-Espírita de MG, organizado por Roberto Lúcio e por Alcione Albuquerque e livros do atual presidente, Andrei Moreira, em castellano e português. As palestras recentes de Divaldo e de Andrei deixaram boas impressões entre os funcionários e frequentadores com quem conversamos. Como é fácil de se ver, Divaldo encheu o auditório e as pessoas se acomodaram até no hall de entrada para ouví-lo em um idioma híbrido entre o espanhol e o português, mas falado com a linguagem universal do coração, coisa que ele sabe fazer bem.


Vista frontal do auditório

A estrutura física da CEA não é grande, mas tem espaços que lhe permitem realizar suas funções a contento. Um auditório com os bustos de Kardec e Amália Domingos Soler, uma biblioteca e algumas salas de estudos, no subsolo um espaço para depósito dos livros da livraria.

Como órgão de encontro das sociedades espíritas afiliadas, a CEA promove uma reunião mensal e mantém cursos de estudos sistematizado do espiritismo – ESDE, em três níveis. Há também palestras sobre “O Evangelho Segundo o Espiritismo” para o público interessado, estudo e educação da mediunidade, estudo avançado da doutrina espírita, curso de oratória e expressão espírita.


Busto de Amália Domingo Soler

As atividades assistenciais, segundo meus anfitriões, são realizadas pelas sociedades adesas, e li na boa revista “La Idea”, publicada pela Confederação, há mais de nove décadas, o relato de algumas ações de cunho social realizados pelos centros espíritas argentinos.


Placa na porta da Confederação


Se conseguir uma entrevista com o Sr. Gustavo Martinez, presidente da CEA, repasso mais informações ao leitor do EC em uma próxima publicação.

9 comentários:

Alcione disse...

Jader, Feliz pela visita guiada, por saber que nossos "irmanos" estao direcionados por Kardec e surpresa pelo "O Homem Sadio - uma nova visao" na estante! Agradeço ao Espiritismo Comentado. Abraços
Alcione Albuquerque

Carmine Maglio Neto disse...

Obrigado, Jader. Sempre bom saber como está a organização em outros Países.

Dilmar Gomes disse...

Pois é amigo Jader, gostei da matéria. Na minha ignorância, imaginava que o argentino, de modo geral, era avesso ao espiritismo; mas por outro lado, fico a pensar que em qualquer pais do mundo sempre haverá algum adepto da doutrina codificada por Kardec, é isso mesmo Jader? Gostaria de saber.
Um abração. Tenhas um dia de luz.

Jáder Sampaio disse...

Dilson,

É difícil falar da Argentina com a pouca experiência e conhecimento que tenho. A primeira impressão, que pode estar errada, é de um país tradicionalmente católico, até mais que o nosso, com uma influência europeia no pensamento, daí a psicanálise e a filosofia desenvolvidas, como um contraponto ao tradicionalismo católico. O movimento espírita é pequeno (contei quarenta casas adesas à CEA, enquanto há mais de 160 em BH, por exemplo, se não me engano) mas tem produções de qualidade. Trouxe livros de Cosme Mariño e de Humberto Mariotti, ex-presidentes da CEA e espíritas muito competentes.

Venina Rodrigues disse...

Boa noite sou espírita desde quando nasci esto precisando de conversar com alguém da ir para me forma melhor

Egidio Villalba disse...

http://www.seareirosdejesus.com.br/associacao-espirita-constancia-a-historia-do-espiritismo-na-argentina/

...boa tarde, estimados confrades, sou argentino e de importância acima de estar morando e militar ativamente as fileiras da Bendita Doutrina Espírita no Brasil, já há 41 anos, esclarecer fundamentadamente o que se divulga, apresento o link que retrata um resumo da Historia do Espiritismo na Argentina.
Atenciosamente,
Egidio Villalba.

Jáder Sampaio disse...

Prezado Egídio,

Agradeço a colaboração ao Espiritismo Comentado. O texto é bem interessante para quem estuda a história do movimento espírita.

Fraternalmente,

Jáder Sampaio

Marilda disse...

Bom dia, espero que estejam todos bem. Eu sou brasileira e moro na Argentina há muitos anos.
Há algum tempo atrás, minha amiga e eu começamos a frequentar Centros Espíritas aqui e, infelizmente, não conseguimos encontrar nenhum que viesse ao encontro de nossas expectativas, muito embora tenha ido a um chamado Asociación Luz y Vida, en San Fernando, Prov. de Bs.As. o qual me acolheu muito bem e me senti à vontade. Portanto, não quero incluí-lo em meu comentário acima já que não fui tempo suficiente no já citado lugar.
Como nos interessa o trabalho do médium e idealizador do grupo Cartas de Fátima, Fernando Ben. Natural de Olinda - PE. e que mora no Rio de Janeiro, e que viaja por todo o Brasil, convidado por Centros Espíritas ou não, psicografando cartas de entes queridos já desencarnados e muito respeitado em todos os lugares por onde vai. Dirigimo-nos ao CEA para perguntar da possibilidade de convidá-lo a vir à Argentina para fazer seu trabalho, que todos sabemos que traz consolo a todos aqueles que que têm algum ente querido desencarnado. (Minha amiga esteve em um de seus encontros no Centro Espírita da Praia da Pinheira, em Florianópolis e sentiu a emoção e a alegria de quem esteve lá). Infelizmente, não só não conseguimos nada como também a reação e a desculpa do Sr. Gustavo foi muito intransigente e evasiva. Disse-nos que o CEA não faz esse tipo de trabalho (No entanto têm livros de Divaldo e Chico Xavier psicografados), disse que Fernando Ben deveria falar espanhol, o que dissemos que poderíamos ir traduzindo e para quem quer receber notícias de seus entes queridos, que alguém esteja traduzindo as palavras da pessoa que seria a ponte, não iria incomodá-la de jeito nenhum; e disse também, que as pessoas não iriam participar, o que para mim, é muita soberba opinar pelos outros sem nem sequer fazer uma reunião para expor o assunto e debater. Estamos pensando em conseguir por nossos próprios meios, futuramente trazê-lo, já que contar com o apoio da CEA foi unútil. E O Sr. Gustavo nos olhou de uma maneira, diria até, de desconfiança no trabalho do Sr. Fernando Ben, o que seria fácil para ele constatar a veracidade do médium, já que, tendo um grande peso dentro da Associaç1bo Espírita Argentina ele poderia entrar em contato com Cartas de Fátima e sanar suas dúvidas por si mesmo. Para mim, falando de coração, foi falta total de interesse, monopolizando a opinião dos outros e da própria comunidade espírita e das pessoas, espíritas ou não, que esperam uma palavra de consolo. Principalmente os que não pertencem ao espiritismo mas que, as saudades são tantas que começam a acreditar na comunicação com os desencarnados através das palavras e gestos gentis de Fernando Ben. Já que as informações passadas são facilmente compreendidas pelas passoas de que quem fala é seu ente querido desencarnado, geralmente agradecendo as orações e reforçando seu amor.
Agradeço a todos por lerem minhas palavras e quem já conhece o trabalho de Fernando Ben sabe do que estou falando, e quem não conhece é só entrar em Cartas de Fátimas ou no site http://www.cartasdefatima.com
Muito obrigada

Jáder Sampaio disse...

Marilda,

Agradeço o comentário no EC e o relato da sua experiência. Estamos recebendo um estudioso da mediunidade do Fernando Ben no ENLIHPE este ano, foi bom ter referências suas da qualidade do trabalho do médium.

A situação da Confederação é muito difícil, se você considerar que têm sido muito visitados pelos espíritas brasileiros, têm um conhecimento limitado do nosso movimento e sabem um pouco dos nossos problemas. Não quero me posicionar favorável ou contra a recepção do Sr. Gustavo, mas creio que entendo sua difícil situação e sua reação um tanto conservadora (no sentido de temer mais o erro que almejar o acerto incerto).

Tenha paciência, amiga. Outras portas se abrirão, e com a confiança virá o tempo no qual esta porta se abrirá para acolher o Fernando.

Um abraço

Jàder