13.6.13

ENTREVISTA COM ALEXANDRE FONTES DA FONSECA SOBRE O JORNAL DE ESTUDOS ESPÍRITAS



O Espiritismo Comentado entrevistou Alexandre Fontes da Fonseca, físico, editor do Jornal de Estudos Espíritas, recém-lançado.

EC -  Alexandre, já existem muitos jornais e revistas espíritas no Brasil. Por que vocês estão publicando mais uma?

ALEXANDRE - Realmente existem muitos periódicos espíritas no Brasil, porém com características diferentes entre si. Alguns há que permitem a submissão de artigos em qualquer época do ano (ou o que chamamos de fluxo contínuo); outros oferecem maior número de páginas para os artigos; outros aplicam o chamado método de análise por pares, para verificar a validade do conteúdo dos artigos; outros abrem espaço para artigos de pesquisa, de modo a contribuir com o aspecto progressista do Espiritismo, etc. Porém, não há nenhum jornal ou revista que reúna todas essas características num só periódico espírita. Então, o JEE propõe uma metodologia editorial que é muito similar aos métodos aplicados em revistas científicas internacionais para seleção e avaliação de artigos de pesquisa. Dessa forma, acreditamos que não iremos competir com os periódicos já existentes, mas abrir um novo espaço para uma nova classe de artigos.


EC - Qual é a diferença entre o JEE e o Reformador, por exemplo?


ALEXANDRE -  Em resumo as principais diferenças são: 

a) adoção completa do método de análise por pares, isto é, não apenas os artigos submetidos serão encaminhados para leitura e parecer de um ou mais pareceristas, mas os pareceres serão enviados para o(s) Autor(es) e este(s) terão a oportunidade de corrigir o artigo e/ou responder às críticas feitas pelos pareceristas.

b) maior espaço para publicação de artigos, isto é, não há, em princípio, limite de número de páginas.

c) os direitos autorais de cada artigo permanecerão com os autor(es).

d) a divulgação dos artigos é feita apenas pela internet.

e) o JEE não publicará matérias que não correspondam a estudos e/ou trabalhos de pesquisa espírita. Isso é bom, pois boa parte dos articulistas espíritas escrevem matérias de divulgação ou desenvolvimento de conceitos espíritas em formato mais apropriado a revistas como o Reformador e outras.

EC -  É um jornal só para ciência espírita? E os outros aspectos?

ALEXANDRE - Boa pergunta! Conforme se pode ver na página inicial do JEE (https://sites.google.com/site/jeespiritas/) sob o subtítulo "Objetivos e Escopo", o leitor verificará que o JEE é destinado a publicação de artigos de pesquisa em áreas que abrangem TODOS os aspectos do Espiritismo, portanto, não somente artigos elacionados ao aspecto científico do mesmo. Exemplos: um trabalho de pesquisa que revele fatos interessantes da história do movimento espírita, que ainda não foi publicado em nenhum outro lugar, pode ser publicado no JEE; um trabalho de pesquisa que analisa sob a luz do Espiritismo determinados textos da Bíblia, relacionando ou não com aspectos históricos ou filosóficos, pode ser publicado no JEE; etc.

EC -  Quanto custa o jornal?

ALEXANDRE - O JEE é fruto de atividade voluntária. Portanto, não custa nada para Leitores, Pareceristas ou Autores. Inclusive, o JEE não retém direitos autorais que permanecem com Autores que podem utilizar o artigo em outras publicações, distribuí-los, ou o que desejarem fazer. A única exigência é que Autores permitam, por escrito, que o JEE disponibilize os artigos aceitos para publicação, gratuitamente no seu site.

EC -  Posso ler o jornal em meu tablet?

ALEXANDRE - Sim.

EC - Quem publica matérias no jornal?

ALEXANDRE - Qualquer pessoa pode submeter um artigo para publicação no JEE. É necessário, entretanto, que o artigo seja preparado dentro das especificações encontradas no site do JEE. Por isso, recomendamos a todos que leiam com paciência e atenção todas as informações contidas no site, que foram preparadas para auxiliar os Autores na preparação do artigo. Isso ajudará a reduzir o tempo de publicação dos mesmos. Em particular, recomendamos a leitura do link "Informações aos Pareceristas", para ver que tipo de critérios serão usados na análise de cada artigo.

EC -  Eu posso publicar algum trabalho neste jornal? Mesmo não sendo mestre ou doutor?


ALEXANDRE - Sim, o propósito do JEE é estimular o estudo sério do Espiritismo seja através da leitura de artigos de pesquisa que apresentam estudos sérios, bem embasados em todos os sentidos (filosófico, científico e doutrinário), seja através do estímulo à pesquisa espírita feita de modo sério, com embasamento nos três sentidos acima. Nisso, não há necessidade do(s) Autor(es) de um artigo submetido para o JEE terem títulos acadêmicos, mas que o artigo apresente conteúdo compatível com os objetivos do JEE.


EC -  O JEE aceita artigos que criticam o Espiritismo?

ALEXANDRE - Sim, mas limitados a questões acessórias e que apresentem soluções com base nos princípios básicos do Espiritismo.
Nisso, tomemos como exemplo o que acontece com as ciências ordinárias. Na Física, por exemplo, nada impede alguém de pesquisar fenômenos novos, para os quais as teorias atuais não sirvam para descrevê-los. Mas isso não significa que as novas teorias desenvolvidas para esses novos fenômenos critiquem ou reneguem as teorias anteriores que continuam sendo válidas dentro do domínio ou conjunto de fenômenos onde elas sempre foram bem sucedidas. Outra forma de enxergar isso é o seguinte: há grupos que buscam refinar experimentos para testar a validade de princípios básicos da Física como, por exemplo, o princípio que diz que a velocidade da luz é constante (isto é, tem o mesmo valor) não importa em que referencial é mensurada. Mesmo que em algum dia alguém descobra que a partir de alguma casa decimal esse princípio deixa de ser válido, isso não invalidará todas as análises prévias feitas considerando-se que a velocidade da luz é uma constante. Em matéria de Espiritismo, algumas pessoas se esquecem de que trabalhar pelo seu progresso não significa criticá-lo e atualizá-lo, mas sim prosseguir no desenvolvimento de suas ideias, aplicando-as no entendimento de novos fenômenos, descobrindo maneiras novas de aproveitá-las no desenvolvimento de outros setores do conhecimento humano, etc. Se analisarmos bem, uma característica de uma nova revelação não é negar a anterior, mas a partir dela, desenvolver novos conhecimentos.


EC - Do que depende o sucesso do JEE? 

ALEXANDRE - De todos nós, espíritas. Não basta criarmos um periódico e colocá-lo no ar enfeitando com todos os recursos que a tecnologia nos fornece. É imprescindível que se desenvolva nos espíritas o gosto sincero pelo estudo sério, pela reflexão a respeito dos conceitos espíritas, sobre o que é ciência no sentido filosófico, e, talvez o mais importante de todos, reconhecer no Espiritismo, uma teoria científica capaz de apresentar soluções e explicações sólidas para problemas espíritas ou fenômenos desconhecidos.

EC - Obrigado pela entrevista.

ALEXANDRE - Obrigado e um abraço. Se tiverem dúvidas, perguntem nos comentários do EC ou no facebook do EC.

Nenhum comentário: