13.9.18

UNIÃO ESPÍRITA MINEIRA PUBLICA COBERTURA COMPLETA DO 14o. ENLIHPE



Mesa de abertura. Da esquerda para a direita: Alexander Moreira-Almeida (NUPES - UFJF), Jáder Sampaio (LIHPE), Samuel Magalhães (FEB), Felipe Stábile (UEM), A. J. Orlando (USE-Estadual), Júlia Nezu (CCDPE-ECM) e Raphael Carneiro (FEEES)

A União Espírita Mineira publicou recentemente uma matéria bem ampla explicando como foi o 14o. Encontro Nacional da Liga de Pesquisadores do Espiritismo - 14 Enlihpe. 

Com a presença de estudiosos de cinco estados e representações de quatro federativas, com a presença do presidente da USE-SP, A. J. Orlando, além de dirigentes de diversas instituições espíritas, o 14 Enlihpe possibilitou um estudo mais aprofundado sobre as pesquisas que se fizeram ontem e se fazem hoje acerca da Sobrevivência da Alma.

Foi realizada uma mesa de debates sobre as edições de A Gênese, os milagres e as predições segundo o espiritismo, de Allan Kardec.

Dois livros foram lançados: A sobrevivência da alma em foco, com os trabalhos dos expositores do evento, e Conversando com os espíritos. Os autores presentes tiveram espaço para autografar seus livros, como, por exemplo, Genealogia do espírito, de Humberto Schubert, Sócrates e religião, de Luiz Fernando Bandeira de Melo, entre outros. Os livros não esgotados podem ser adquiridos na livraria da União Espírita Mineira - Contato: (31) 3201-3038.

Mais detalhes podem ser lidos no endereço eletrônico abaixo:


Os interessados conseguem baixar as apresentações em powerpoint dos autores que as disponibilizaram ao público e as fotos do evento.

Aos que gostaram da palestra do Dr. Alexander Moreira-Almeida, recomendo o seguinte vídeo: https://m.youtube.com/watch?v=nNgomBLe5x8


2 comentários:

Anônimo disse...

No final desse texto parece ser uma profecia para Jair Bolsonaro
http://espiritismocomentado.blogspot.com/2014/10/mensagem-de-andre-luiz.html

Jáder Sampaio disse...

Anônimo...

Toda eleição aparece um ou mais candidatos querendo se utilizar da boa imagem pública de Chico Xavier para conseguir votos em meio a espíritas ou simpatizantes, ambos ingênuos.

Quem for ler o texto que antecede esta suposta mensagem atribuída a André Luiz, verá como é antiga esta tentativa.

Quando encarnado, Chico era assediado por candidatos, que iam visitá-lo, às vezes sem aviso, como parece ter acontecido com um dos candidatos a presidente da república em 1990.

A separação entre religião e política, o chamado estado laico, é muito importante, mas costuma ser esquecido por militantes de diversas orientações políticas em período eleitoral.

Espero que os confrades espíritas votem com consciência e responsabilidade, visando influenciar as ações que esperamos para nosso país, e não com base em misticismo ou em simpatia por líderes religiosos, seja de qual denominação.

Jàder Sampaio